terça-feira, 27 de março de 2012

Sight & Sound

Hey!

Esse final de semana fui para Pennsylvania, Lancaster.
Lá é onde os Amish moram. São um grupo de pessoas que vivem numa vila e se recusam a usar tecnologia. Mas não foi por causa disso que fomos lá -- a gente até queria fazer um tour pela vila deles, conhecer o modo de vida e tal, mas não deu tempo. Comprei até um lápis que eles fazem com tora de madeira que achei bem interessante na lojinha deles. Saí daqui cedo no sábado. Minha intenção era ter ido na sexta, mas não cheguei a tempo porque fui ao The Metropolitam Museum of Art, em NY.

(É nessa parte onde corto o assunto e começo a falar de coisas aleatórias)

      Na terça feira, quando eu estava fazendo prova, ouvi umas pessoas cantando. Todo mundo começou a dar umas risadinhas, mas eu, com minha audição muito aguçada, percebi que conheci a música! E ela já foi até regravada por Bethany Dillon! aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhh! Quase morri do coração quando escutei aquilo!!!! Quis descer correndo as escadas pra ir encontrar com eles, maaas, num dava né. Perguntei a um amigo quem eles eram e ele disse: "- Ah, the Jesus people!" kkkkkkkkkkkkkkkk. Me deu o número de um deles, acabei de mandar uma mensagem, agora só esperar a resposta. YEEEAH!

    Quarta feira inventaram de fazer um luau na cafeteria, haha. Tudo enfeitado apropriadamente, cordõezinhos havaianos, coquetéis e tal. Até que inventam uma competição: Bambolê.
Um cara enoooooooooooooooooorme do basquete inventou de participar e mais umas meninas também. É impossível ver um cara de três metros brincando de bambolê sem rolar no chão de rir. O coitado não conseguiu nem três segundos, haha. Uma menina lá ficou bem unn oito minutos e pouco, e eu, de longe, com meu olhar de criança, doida pra brincar, kkkkkkk.
        A moça gritou: Segundo Round! E eu: Vamo Luiz, vamo Luiz! Nós dois, morrendo de vergonha não fomos. Uma amiga mexicana disse que ia, e, quando resolvemos levantar, a moça tava indo embora com os bambolês. Mas deixou a gente tentar. E, adivinha? Eu ganhei a parada!!!!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Fiquei quase onze minutos brincando com aquilo, no meio da cafeteria, com todo mundo olhando! HUAHUSAHSUAHUSASHA O prêmio foi simbólico, mas valeu. 

     Depois disso, fomos pro boliche. Comecei super bem! Altos strikes, e tal. Mas piorei no final e caguei tudo. hahaha (Além do que, em uma das minhas jogadas de mestre tomei um baita tombo e quase me enfiei dentro do buraco junto com a bola! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk QUE VERGOOOONHA MEU DEEEUS!!!!! hahahahhaha). 


Como já era tarde e não tinha mais ônibus, resolvemos voltar a pé. Foi ai que tivemos a brilhante ideia de passar no Drive-Thru do McDonalds com o nosso carro invisível. Eis ai o resultado:

video

No outro dia, fomos ao Shopping aqui perto e me acabei nas compras. Pedimos uma pizza no dorms dos meninos e jogamos mais UNO -- ganhei todas, pra variar, rá! (AAH, dei uma consertada no cabelo de Jayme, ele resolveu ficar careca, mas nada como uma cabeleireira nata pra dar um retoque final, an? kkkk)

 Na sexta, fui ao Metro (o que disse lá em cima) com o pessoal daquele grupo de atividades que sempre falo. O museu é gigantesco! Tinha uma exposição especial sobre dois irmãos americanos que moravam em Paris e resolveram comprar quadros de artistas - até então - desconhecidos. Vários quadros de Picasso e Matisse. Não deu tempo de ver tudo, é claro, mas me vi muito interessada em arte. (uuuh, que culta! kkk)

Tinha uma outra exposição sobre o Império Bizantino, haviam várias bíblias antigas, moedas da época, roupas, e etc, etc, etc. Interessantíssimo! Preciso voltar lá...
- Ah! No caminho, olha que gracinha:

- Voltando ao assunto...

Então, como eu ia falando, saí de casa no sábado bem de manhãzinha pra ir pra Elizabeth. Chegando lá, tinha que descer da estação de elevador. Alguém tinha acabado de fazer xixi lá dentro e tava um fedor insuportável!!! Fomos pra Lancaster de carro mesmo, íamos ver uma peça de teatro (citei sobre isso há uns dois posts atrás, acho). A peça Jonah, da companhia Sight & Sound. Vou te contar, ELES SÃO MUUUUITO BONS!!!! Devo confessar que gostei mais do que Aida (e olha que achei que isso nunca ia acontecer), apesar de que os dois não são da mesma categoria. (E gosto ninguém discute, ne). Os efeitos deles são perfeitos! Nossa, não sei nem como descrever! Eles usam todo o teatro no cenário, nas cenas que retratam a noite, o teto fica cheio de estrelas. Na parte do mar, eles fizeram descer águas vivas do teto, tinha corais pro todo lado, um monte de bolhas e peixes nadando em cima da sua cabeça. A baleia era enoooooooooooooorme e também passava por cima do público. O barco então? Nuuuh! Tirei umas fotos escondido, mas não tão mto boas, hehe.


Comi muita comida brasileira na casa do pessoal da igreja, nossa, chegava comer cantando, hahah.

Ontem fui ao cinema com minha colega, fomos ver The Hunger Games. Gente do céu, que filme é aquele??? No começo, tava achando tudo muito um absurdo, mas sei lá. É do tipo de filme que você sente todos os sentimentos: medo, raiva, apreensão, alegria, emoção... Chorei, ri, GRITEI! hahahahahah Vale muito a pena ver, são três filmes. Não consegui pensar o que pode acontecer no próximo, pra mim a história acabava ali... Vamo esperar pelo próximo ne?
Consegui vencer meu vício de Facebook essa semana, e acho que vou aumentar pro nível dois agora. Tive muito mais tempo pra fazer as coisas, mas ainda tenho muito dever de casa pra fazer :p

Bem amiguinhos, agora preciso ir embora porque tenho aula em 15 minutos. Sei que esse post ficou uma emboladeira só, mas não achei um jeito bom de organizar os fatos... :(
Beijos! 
_______________________________________________________

"... Na minha angústia, clamei ao Senhor, e ele me
  respondeu; do ventre do abismo, gritei, e tu me ouviste a voz."
Jonas 2:2

segunda-feira, 19 de março de 2012

Spring Break

Há muito tempo sem escrever, farei um resumo (até porque não vou me lembrar de tudo).
Como a última vez que escrevi foi numa quinta, vamos começar pela sexta. (Adoro meu pesamento lógico. kkkkkk)

Nota explicativa: Spring break é basicamente uma semana sem aula, 
na qual as pessoas viajam e se divertem. Tecnicamente.

       Eu e Diego ficaríamos aqui pro Spring Break, já que Luiz me abandonou e resolveu ir pra Califórnia sozinho (Ingrato!), então compramos o CityPass pra NY, por ser a cidade legal mais próxima a nós :D Temos nove dias para usá-lo, e ainda falta uns lugares preu ir visitar. Devo ir amanhã. Ou hoje (já que acabei de ver na minha agenda que não tenho aula hoje à tarde!!! YEEAH!)
       A cafeteria fica a semana toda fechada, a gente que tinha que se virar pra comer. Fomos no Target na sexta, comprei chicken burgers, cereal, leite, pão, coisas pra por no pão, etc. (Eles colocaram $50 no nosso Fairleigh Card, que dá pra usar nas lanchonetes aqui perto, inclusive Subway e Pizza Hut. Então comprei mais coisas pro café da manhã e pras fomes fora de hora).
      De noitinha, fomos pro Garden State Plaza, fiz umas comprinhas básicas e assistimos um filme com mais três brasileiros que estão aqui fazendo curso de inglês. Vimos Wanderlust, um filme de comédia com Jennifer Aniston. É bem engraçado, mas o melhor de tudo foi que eu entendi tudinho!!! (YEAAH, like a boss! kkkk) Beeem melhor que no último filme que eu vi - Capitão América - que  meus amigos tinham que ficar repetindo tudo pra mim. Tava um frio dos caramba!!!
      No sábado, fomos ver outro filme. Minha colega de quarto veio me visitar (ela mora aqui perto, então foi passar a semana em casa ao invés de pagar fortunas pra ficar morando aqui sem comida), e então ela foi com a gente. Comprei um chip pro meu celular, FINALMENTE!!! E vimos Tyler Perry's Good Deeds. É muito bom também, um drama no estilo do "Em busca da felicidade" só que mais feliz. Na volta minha colega trouxe todo mundo, e demos uma passada no dorms dum brasileiro (outro que também ta aqui pro curso de inglês). Fica aqui na FDU mesmo, e tinha uns 6 ou 7 coreanos conversando engraçado e fazendo umas brincadeirinhas que parecia de criança, só que level high. kkkkkkkkkk. No domingo um dos brasileiros foi pra igreja comigo :D
       E, enfim, vamos usar o CityPass! Na segunda acordamos bem cedinho e fomos pra NY. Uma amiga mexicana foi com a gente também. Nós, burros, não havíamos imprimido o ticket yet, então ficamos uma eternidade pra achar uma "lan house". Acabou que fomos almoçar sem ter visto nada ainda. haha 
       Fomos ao American National History Museum. É GIGANTESCO! Tem muita coisa pra ver, tem de tudo!!! Encontrei com mais um brasileiro do CsF la, o Felipe Duque. E eu Diego assistimos uma apresentaçãozinha, todo mundo foi ver os dinos e então fomos embora.

Alix, Diego, Felipe :)
        Próxima atração, Rockfeller Center. Quase 260 metros de altura. É um prédio comercial que abriga os estúdios NBC em NY, tinha uma loja da Godiva lá; não resisti aos meus instintos, acabei pagando carérrimo num saquinho de bonbons (Não me arrependi, estavam divinos!). De lá de cima da pra ver TUDO! É uma vista simplesmente IN-CRÍ-VEL! Ficamos lá até anoitecer, então vimos a cidade dos dois modos. O melhor é quando ta escurecendo, as luzes vão acendendo e ainda dá pra ver todos os prédios.

     
       Na quarta, foi o MELHOR PASSEIO DE TODOS, haha. Era um cruise em volta de toda a ilha de Manhattan, e durante 3h você via os mais lindos pontos de NY (e também uns bairros feios). Nunca vi tanta ponte em toda minha vida. Outros dois brasileiros foram com a gente, tiramos um milhão de fotos! Toda hora o povo dizia: "ei, dá pra vocês sentarem, to querendo ver", "ow, dá pra vocês ficarem calados, tô tentando escutar a narração" kkkkkkkkkkkkkkkkk. A temperatura estava ótima!!!! Tava uns 20 e poucos graus e ventando, ou seja, estava quente mas não calor. (Ao invés de hoje, que eu tava suando!!!)

Esse primeiro prédio aqui da terceira fileira é o novo World Trade Center que estão construindo

       Os outros dias foram puro tédio. Ninguém tinha nada pra fazer, então fui almoçar no dorms com o pessoal do Brasil e tinha uns peruanos lá também. Pedimos pizza, e depois resolvemos e comprar leite condensado e um UNO. MARAAAAAAAAAAAAAA!!!
Dentes cheios de brigadeiro, que coisa linda! haha
       Andamos trezentos e vinte quilômetros só pra comprar isso, fomos testar fazer brigadeiro no micro-ondas. Ficou ótimo! Oferecemos pros coreanos, eles comeram só uma pontinha da colher e já disseram que não queriam mais, que era muito doce, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. A essa altura os peruanos já tinham ido embora, eu e os meninos ficamos jogando UNO a tarde toda (sou a Rainha do UNO! hahahha) e vimos um filme lá de noite. O filme era horrível, mas ta valendo. No outro dia tava combinado da gente ir pra NY de manhã pra ver o desfile de St Patrick's Day, mas como fomos dormir mais de 3h da manhã, ninguém conseguiu acordar. (Principalmente eu, que depois que voltei de lá ainda fui lavar roupa). Eles acabaram indo de tarde, eu fiquei por aqui, tentando terminar uns relatórios. Só tentando, porque aquele dia eu não tava muito bem.
       No domingo fui pra Elizabeth logo de manhã, ficar na casa dum pessoal da igreja. O almoço tava UMA DILIIIÇA!!!! Nossa, comi demais, tava empanturrada até hoje de manhã.
       Graças a Deus, hoje voltamos à rotina. CAFETERIA, EU TE AMO!!! Aaai que saudade que eu estava de comer decentemente! kkk Tive uma prova, mas tava relax (eu acho). E pelo jeito não vou ter aula hoje à tarde. Não tô usando o facebook essa semana, então vou ter mais tempo pra aproveitar as coisas e pra encaixar tudo novamente.

- Desculpe pela correria do post, tentei resumir o máximo pra não ficar cansativo, hehe


{Dia 17 fez dois meses que estou aqui. Não tenho palavras pra descrever o quanto isso tudo tem me feito bem. A saudade já ta apertando, mas isso só me ensina a valorizar mais as pessoas. Os lugares aqui são incríveis, e todas as dificuldades tem me feito crescer. Deus tem me abençoado demais, tem cuidado de mim em todas as áreas, e colocado pessoas especiais no meu caminho. Espero poder contribuir com isso tudo, deixar algo de mim em troca de tudo que tenho absorvido.Só tenho a agradecer! E manter o foco, ainda tem 10 meses pela frente (aah! Só???), muitos dias virão. Dias de sol! Já tão chegando! Mas, principalmente, dias de vida, oportunidades que Deus nos dá pra que a gente possa escrever uma nova história.}


Beijos, até breve!

 *Já ia me esquecendo! Tenho fotos da minha ponte!!!

Linda, não??? Vice-campeã!!! haha
________________________________________________________________

"Porque todas as coisas existem por amor de vós, para
que a graça, multiplicando-se, torne abundantes as ações
de graça por meio de muitos, para a glória de Deus"
2 Coríntios 4:15

terça-feira, 6 de março de 2012

Spider Man, the Peking Acrobats, Ski Trip!

Como eu comecei a falar no post passado, esse final de semana seria o melhor de todos.

Na quinta feira fui ao Musical do Spider Man na Broadway. MUUUUITO SHOOOW! Não tem muito o que contar, porque todo mundo já sabe a história. Mas a cenografia é ótima, os cantores são incríveis e dançam demais! Vou postar um vídeo aqui que vale muito a pena ver, me poupa cem mil palavras:

SPIDER MAN - BROADWAY
video

Viu como os efeitos são demais? Muuuito bom, muito bom.
(Depois que a gente chegou, fomos comer num restaurante aqui perto e acabei deixando meu ticket la... ahhhhhhh :( menos uma coisa pra guardar, que triste).

Na sexta fui a um espetáculo pelo meu clube de atividades no NJPAC (New Jersey Performing Arts Center). The Peking Acrobats. Foi como um espetáculo de circo mesmo, só que trilhões de vezes melhor. Eles fazer coisas absurdas com o corpo, sem contar a qualidade dos músicos. Algumas vezes eles entravam no palco pra abrilhantar umas apresentações, tocavam instrumentos típicos da China, eles estão em algumas fotos aqui. Atrasada como sempre, acabei saindo sem levar o meu cartão. Tive que ficar esperando minha colega de quarto chegar, e eu tava dooooida pra ir dormir logo porque tinha que acordar cedo no outro dia.


E então, chega o outro dia. O DIA DE ESQUIAAAAAAAAAAAAAR!!! êeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!
Olá, pessoas! (é, essa sou eu com a bolsa rosa)  
O ônibus saía às 6:30 da manhã. Não consegui acordar (como sempre), dei sorte que os meninos bateram na minha porta às seis e eu já tinha organizado todas as minhas coisas no dia anterior. 
Fomos para Belleayre Mountain, fica a umas duas horas daqui, e foi o único jeito de eu ver neve, haha.
Dormi a viagem toda (pra poder tapear a fome). Cheguei lá empolgadéeeeeerrima e fui logo pegando meu equipamento (os meninos preferiram snowboard).
Logo no começo, percebi que não ia me dar muito bem com isso. As botas pesam quinhentas e quarenta e sete TONELADAAAS! Noooooooossa, é muito pesado. Calcei minha botinha, peguei meus esquis, meus poles, e fui toda toda me achando, kkk. Na primeira tentativa de colocar os benditos esquis, tive que pedir ajuda. Não consegui dar nenhum passo com o negócio que já andava pra trás. Desisti de andar e perguntei prum menininho comé que tirava aquela coisa. Ele prontamente me ajudou. :) Fui andando até a aula de esqui com uma cara de derrota que meu Deus do céu. Chegando lá, odiei a professora, credo. Ela era meio arrogante, como se todo mundo já tivesse que nascer sabendo esquiar. HELLOOOOO, como se equilibra nessa coisa???? Logo na primeira andada, levei um baita tombo ¬¬. Ela continuou andando, depois se virou e disse que eu tinha que tirar os esquis pra levantar (eu, burra, num tinha percebido isso antes). Ta, vamo la, vamo tentar.
Ela começou a mandar a gente descer uns pequenos morros. Deu umas dicas de como parava o negócio mas, acreditem, comigo NÃO funcionava. Pra mim, o único jeito era me jogando no chão. Só nesse primeiro morrinho caí umas quatro, cinco vezes. Sem contar o grupo de pessoas que eu atropelei. E pra virar? Rá, ta brincando com a minha cara ne? kkk. Mas aí chegou uma outra professora, que explicou tudo muuuito mais simples. Tava conseguindo virar, e tal, e até parar também (desde que eu planejasse a alguns metros antes).
Então, como estávamos preparados para sair do ninho e ganharmos o mundo (empolguei), ela nos disse para irmos enfrentar a morte, ops, a montanha. (AAAH, QUE MEDOOO!) Primeiro obstáculo: conseguir se segurar nos pinguelos que te puxam pra cima (quase arrancam seu braço). A esperta, não esperou chegar ao topo do morro, e soltou o troço. O que aconteceu? Começou a escorregar de costas. kkkkkkkkkkkkkkkkk Comecei a gritar, aaaaaaahhh, como para essa coisaaaaaaaaaaaaaaa!!! HAHAHHAHAHAHAHHAHA Depois de descer setenta e oito quilômetros ladeira a baixo, consegui parar. O desafio agora era conseguir subir de novo com aqueles pés de pato. Já era noite quando consegui chegar ao topo (ta, levou uns seis minutos, kk) e então, só me restava descer. Tomei coragem e fui. A coisa começa a pegar velocidade e você se caga de medo. Tentei me lembrar das dicas, e até que fui bem. Desci direitinho, virei direitinho.

video
Esse vídeo foi filmado com o celular, então não ta muito bom. 
Mas dá pra ver eu descendo a 300 km/h e parando que nem 
uma ninja do esqui. kkkkkkkkkkkkkkkkk (coitada, parecendo uma véia.)

Eis que surge Luiz, com uma brilhante ideia: Vamos subir a montanha toda? (A montanha é gigantéeeeeeeerrima!) Ele me disse: ah, se você não conseguir descer esquiando, você desce rolando mano. E lá fui eu. Subimos naqueles banquinhos legais e já ai me borrei de medo porque odeio altura. (Levei um tombo só de tentar descer daquilo no final).



Na primeira tentativa de descer a montanha, não consegui parar (claro, ela era trezentas e vinte e nove vezes mais inclinada que a outra) e fui direto prum monte de neve. Me enfiei la dentro e escutei uma voz: - Are you OK? Só estendi minha mãozinha pra fora do iglu e fiz um sinal de joinha, kkk. Resumindo, desci ROLANDO de lá. Toda vez que tentava descer, não conseguia parar e me jogava no chão enquanto crianças de três anos (pasmem, não estou exagerando) desciam tranquilamente e olhavam com deboche pra minha cara, TOMA TROOOXA! hahahahha
(O pior de tudo é ter que tirar os esquis toda vez que você cai e depois tentar colocar de novo sendo que você está num plano inclinado. Ai, que martírio!) Não queria mais brincar. Já tinha cansado daquilo tudo. E a gente nunca parava de descer!!!
Quando finalmente chegamos, voltei pra primeira montanha, onde era tudo mais legal. Depois de descer mais umas quatro vezes, cansei de esquiar e fui comprar coisa pra comer. Era pior ainda ter que andar com aquela bota de chumbo sem o esqui porque além de ser muito pesada, ela deixa sua perna inclinada pra frente (¬¬). Tirar aquilo foi o maior alívio da minha vida.

Voltei decidida a nunca mais brincar daquilo de novo. A experiência foi boa e tal, mas, fazer de novo???? Naaaah...
____________________

* Meu corpo ficou muito dolorido no outro dia, joelhos moídos.
* Aproveitei o dia promoção da Bookstore e comprei um casaco liindo da FDU. YEEEEAH! (que ficou enorme por sinal).
* Fiquei doente de quarta pra quinta (muito mal), mas foi só durante umas 12 horas.
* Participei do louvor na igreja esse domingo, e estou empolgadíssima para comprar o ingresso pro jogo do Brasil em junho e pruma peça de teatro de Jonas, no teatro da Pensilvânia.
* Testamos minha ponte, foi a segunda em termos de suportar peso (meio quilo a menos que a primeira) e a terceira na relação (peso suportado) / (peso da ponte).
* Hoje teve uma "festinha" no lobby do primeiro andar pra conhecer os outros moradores.
* Finalmente, comprei minha câmera!
                - mas ainda não tenho um chip pro celular :(

Beeeeeeeeeeeijos!

______________________________________________________________

"Não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como
de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus..."
2 Coríntios 3:5

sexta-feira, 2 de março de 2012

Aida - Metro Opera

Semana passada fui a um espetáculo MA-RA-VI-LHO-SO, Aida.

Aconteceu no Metropolitam Opera, em NY. Faço parte de um clube de atividades, então é tudo por conta da universidade. Essa ópera conta a história de Aida, que é uma princesa da Etiópia e foi cativa como escrava no Egito. Lá, ela conhece o grande amor da sua vida, o comandante do Exército egípcio - Radamès. A Etiópia declara guerra ao Egito porque quer resgatar a filha do Rei (eles não sabem que ela é princesa), e então, Aida fica dividida entre sua pátria e o seu amor. (Não vou contar o resto porque já ta ficando chato. E também porque esse blog não é sobre a vida de Aida, mas sim sobre a minha, kkkkk).
Bem, como o espetáculo na quinta e o ônibus saía às 6h, tive que faltar na minha aula das 5:15 e também na minha aula de 2h (precisava terminar minha ponte e me arrumar :p).
O lugar é simplesmente perfeito! ENORME! O cenário se movia, a orquestra era muito boa e eles cantam divinamente! Como a ópera era em italiano, todas as cadeiras tem um display de legendas em espanhol, inglês e alemão. Eles são colocados de forma que dá pra você prestar atenção nas duas coisas ao mesmo tempo, e você não consegue ver o da pessoa que está do seu lado, então não te atrapalha. Eles também não usam microfone, porque apesar do lugar ser imenso, a acústica é perfeita.



 






Ele não é um fofo???

No restante da semana fiquei trabalhando na minha ponte (terminei no sábado, UFA. Sendo que o professor deixou terminar até segunda agora ¬¬). Minha colega de quarto tava empolgadíssima pra fazer tye-die (tingir blusas aleatoriamente) então fizemos isso também. No sábado teve o Winter Homecoming, dessa vez os homens venceram no jogo de basquete (por um ponto), mas as meninas perderam. Dessa vez tirei uma foto com o mascote!!!! êeeeee!

Comi muuuuita lasanha no domingo na igreja, e um bolo de aniversário que foi digno de replay! (Sintoma de gordice mórbida, kk)

Esse final de semana vai ser o melhor de todos (já começou ontem), mas conto no próximo post!



(Me desculpem pela demora, mas a quantidade de homework e meu vício pelo facebook me impedem de fazer muita coisa :P)
___________________________________________________________________

"Pois, segundo o seu querer, ele nos gerou pela palavra da verdade,
para que fôssemos como que primícias das suas criaturas."
Tiago 1:18